O Caminho Marinho é uma iniciativa que visa à conexão entre Pesquisa, Extensão e Ensino como o caminho à conservação das tartarugas marinhas e o uso sustentável do ambiente marinho sob abordagem ecossistêmica, quer dizer, pretende conhecer o papel das tartarugas marinhas sob o ponto de vista ecológico, econômico e cultural em cada área de estudo proposta.

O caminho para tal conhecimento se dá através do fomento à pesquisa. Entretanto, a pesquisa somente apoiará à conservação, quando seus resultados forem compartilhados com os tomadores de decisão, organizações do segundo setor, comunidade local e comunidade científica. Dessa forma, fazem se presente os três pilares do Caminho Marinho: pesquisa, extensão e ensino.

Abordagem ecossistêmica

Nos últimos 20 anos, o equilíbrio entre as múltiplas diversidades, ambiental, econômico e social é um princípio apresentado em todos os níveis de discussão, inclusive em projetos de conservação de fauna ameaçada de extinção.

Nesse caso, projetos que buscam a conservação das tartarugas marinhas não devem desassociar sua relação com o ambiente e sua diversidade ecológica, a sociedade e economia que a entornam, buscando o equilíbrio entre os organismos vivos, o ambiente físico, a sociedade e a economia local. Este é o princípio do manejo baseado no ecossistema (EBM).

O EBM é uma abordagem integrada de manejo que considera o ecossistema como um todo, incluindo os humanos. O objetivo do EBM é manter o ecossistema em condições saudáveis, produtivas e resilientes, para que dessa forma possa prover serviços humanos necessários e imprescindíveis. Um dos princípios do EBM é o fomento à pesquisa como caminho à quantificação dessas relações. Entretanto, a pesquisa somente apoiará à conservação quando seus resultados forem compartilhados com todos os envolvidos nessas relações, governantes, organizações do segundo setor, comunidade local e comunidade científica, porque cada um em sua escala são tomadores de decisão. Dessa forma fazem se presente os três pilares do Caminho Marinho – pesquisa, extensão e ensino.